UTILIZATION OF PATENTS AS A STIMULATE FOR THE DEVELOPMENT AND COMMERCIALIZATION OF TECHNOLOGIES FOR CELLULAR THERAPY IN BRAZIL

Cleide Mara Barbosa da Cruz, Jaldemir Santana Batista Bezerra, Nadja Rosele Alves Batista, Raphael Sapucaia dos Santos, Ana Claudia Aquino Rosa

Resumo


A terapia celular é um tratamento com base em pesquisas relacionadas à biomedicina e tem como finalidade auxiliar no tratamento, prevenção e, até mesmo, cura de doenças genéticas e/ou adquiridas. Esse tratamento ajuda a restaurar um conjunto de células utilizando-as do próprio paciente para que, desta maneira, sejam iniciados os procedimentos. Por isso, o objetivo, deste estudo, foi realizar um mapeamento relacionado à terapia celular cuja busca de dados teve como base o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). A metodologia abordada consistiu num mapeamento do tema, por meio da base de dados do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), com a utilização das palavras-chave “terapia AND celular”. Aplicou-se, também, alguns filtros e foram encontrados 131 depósitos de patente dos anos de 1993 a 2017. Os resultados mostram que houve um aumento significativo no ano de 2014 comparando-se aos anteriores, mas somente em 2017 houve o maior número de depósitos de patentes relacionados à terapia celular. Já com relação ao perfil dos depositantes, a maioria destes foram empresas somando um quantitativo de 65%, seguido das universidades com abrangência de 26% e, por fim, os inventores independentes 9%. Dessa maneira, este estudo mostra a necessidade de ampliar o número de depósitos de patentes associadas a terapia celular nessa base de dados, pois, assim será possível haver sua comercialização e desenvolvimento, por ser este tratamento benéfico aos indivíduos que buscam soluções, até então, impossíveis.


Palavras-chave


Terapia Celular; Patentes; Mapeamento

Texto completo:

PDF

Referências


AMPARO, K. K. S.; RIBEIRO, M. C. O.; GUARIEIRO, L. L. N. Estudo de caso utilizando mapeamento de prospecção tecnológica como principal ferramenta de busca científica. Perspectivas em Ciência da Informação, v.17, n.4, p.195-209, out. /dez. 2012.

BOROJEVIC, R. Terapias Celulares e Bioengenharia. Gazeta Médica da Bahia, v. 78, p. 42-46, 2008.

INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Classificação de patentes. 2019. Disponível em: < https://is.gd/4k1iYv >. Acesso em: 01nov. 2019.

JUNGMANN, Diana de Mello; BONETTI, Esther Aquemi. A caminho da inovação: proteção e negócios com bens de propriedade intelectual: guia para o empresário. Brasília: IEL, 2010.

MAYERHOFF, Z. D. V. L. Uma Análise Sobre os Estudos de Prospecção Tecnológica. Cadernos de Prospecção, v. 1, n. 1, p. 7 – 9, 2008.

NOVARTIS BRASIL. O que é terapia celular e gênica | Novartis Brasil. Disponível em: . Acesso em: 7 mar. 2020.

REDE NACIONAL DE TERAPIA CELULAR. RNTC - Rede Nacional de Terapia Celular. Disponível em: . Acesso em: 5 mar. 2020.

RUIZ, M. A. A era da terapia celular. Rev. bras. hematol. hemoter., v. 27, n. 1, p. 1-4, 2005.

RUIZ, M. A.; BYDLOWSKI, S. P.; SEBER, A. Terapia celular é a medicina do futuro?. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, 2009.

SANTOS, V. S. DOS. O que é célula? Disponível em: . Acesso em: 7 mar. 2020.

SPEZIALI, M. G.; FERNANDES, I. C.; MURASE, M. S. W.; ALBRIGO, B.V.; GONÇALVES, C. O.; ALMEIDA, G. M. D.; SILVEIRA, R. P. Cartilha de Propriedade Intelectual. 2016. Disponível em: . Acesso em: 07 dez. 2019.

TERZICA, A.; PEREZ-TERZICA, C. Cell Therapy for Heart Failure. Rev Esp Cardiol, v. 63, n. 10, p.1117-1119, 2010.

VOLTARELLI, J. C. Perspectivas de terapia celular na esclerose lateral amiotrófica. Rev. bras. hematol. Hemoter, v. 26, n. 3, p. 155-156, 2004.

ZAMBONATO, B. P.; Bugs, N.; WILKE, I. I.; GONÇALVES, A. D.; SEHN, F.; VALIM, V. S. SILVA, A. M. P.; AMORIN, B. SILVA, M. A. L.; SILLA, L. Boas práticas clínicas em pesquisas com terapia celular. Clin Biomed Res, v. 37, p. 301, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação. A Revista INGI está licenciada com a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

ISSN: 2594-8288

Esta Revista é uma publicação da Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - API - www.api.org.br 

A REVISTA INGI está cadastrada nos sistemas: