Aplicação de Nanopartículas para Melhoria do Processo de Quimioterapia: Um Mapeamento Tecnológico

Cleide Ane Barbosa da Cruz, Daiane Costa Guimarães, Ana Eleonora Almeida Paixão, Suzana Leitão Russo

Resumo


A nanomedicina envolve a aplicação da melhoria dos diagnósticos médicos e terapia, permitindo o desenvolvimento de fármacos que auxiliem no tratamento de doenças, bem como na aplicação de nanopartículas na melhoria da quimioterapia. Por isso, o objetivo deste estudo foi realizar um mapeamento tecnológico sobre as tecnologias utilizadas na aplicação de nanopartículas para melhoria do processo de quimioterapia. A metodologia consiste num estudo exploratório quantitativo, que realizou um levantamento de depósitos de patentes na base de dados European Patent Office (Espacenet). Os resultados mostram que foram poucos depósitos encontrados sobre a aplicação de nanopartículas no processo de quimioterapia, sendo que a China foi o país que mais realizou depósitos, o que mostra que o país vem buscando melhorias nos tratamentos médicos. Ainda, verificou-se que as Universidades foram os maiores depositantes, mostrando que as instituições de ensino estão aprimorando suas pesquisas voltadas a nanotecnologia. Dessa forma, percebe-se que ainda é preciso expandir os estudos voltados a utilização das nanopartículas, visando aprimorar o desenvolvimento de novos produtos, e assim melhorar os processos de diagnóstico e tratamentos médicos.


Palavras-chave


Nanotecnologia; Nanomedicina; Mensuração; Tecnologia

Texto completo:

PDF

Referências


BOULAIZ, H.; ALVAREZ, P. J.; RAMIREZ, Alberto; MARCHAL, J. A.; PRADOS, J.; RODRÍGUEZ-SERRANO, F.; PERÁN, M.; MELGUIZO, C.; ARANEG, A. Nanomedicine: Application Areas and Development Prospects. International Journal of Molecular Sciences, v. 12, p. 3303-3321, 2011.

CÂMARA DE COMÉRCIO BRASIL CHINA (CCBC). Pesquisadores chineses desenvolvem nanotecnologia para combater câncer. 2018. Disponível em: . Acesso em: 24 jun. 2018.

CANCINO, J.; MARANGONI, V. S.; ZUCOLOTTO, V. Nanotecnologia em Medicina: aspectos fundamentais e principais preocupações. Química Nova [online], v. 37, n. 3, p. 521-526, 2014.

CUADROS, M. C.; MÉNDEZ, A. L.; PORTERO, R. V. Nanotecnología en Medicina. Informe de síntesis de tecnología emergente. Sevilla: Agencia de Evaluación de Tecnologías Sanitarias de Andalucía, 2009.

ECHEVARRÍA-CASTILLO, F. Retos de este siglo: nanotecnología y salud. Revista Cubana Hematología, Inmunología y Hemoterapia, v. 29, n. 1, p. 3-15, 2013.

HEHENBERGER, M. Nanomedicine: science, business, and impact. Pan Stanford Publishing, 2016.

LECHUGA, L. M. Nanomedicina: ampliación de la nanotecnología en la salud. En: Biotecnología aplicada a la salud humana. 9 ed. del curso. 2011. p. 98-112.

MOREIRA, D. Nanotecnologia para quimioterapia mais eficaz e menos sofrida. 2016. Disponível em: < http://www.seesp.org.br/site/imprensa/noticias/item/15109-nanotecnologia-para-quimioterapia-mais-eficaz-e-menos-sofrida.html>. Acesso em: 13 jun. 2018.

VIEIRA, D. B.; GAMARRA, L. F. Avanços na utilização de nanocarreadores no tratamento e no diagnóstico de câncer. Einstein, v. 14, n. 1, p. 99-103, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação. A Revista INGI está licenciada com a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

ISSN: 2594-8288

Esta Revista é uma publicação da Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - API - www.api.org.br