GREEN PESTICIDES: A STUDY OF ENVIRONMENTALLY FRIENDLY PESTICIDES USING PATENT MAPPING

Marcello Carvalho dos Reis, Maria Elisa Marciano Martinez, Rafaelly Rios dos Santos, Patrícia Carvalho dos Reis, Auzuir Ripardo de Alexandria

Resumo


A questão ambiental é o principal problema causado pelo uso de agrotóxicos, cujos estudos mostram que a utilização de pesticidas reduz a eficiência do solo e aumenta gradativamente a presença de pragas. Desde a Convenção do Clima passou-se a incentivar o desenvolvimento sustentável objetivando o crescimento econômico em torno das tecnologias que ajudam a proteger e manter o meio ambiente. Neste sentido, este estudo visou avaliar o comportamento das inovações no que tangem os pesquisas e desenvolvimentos dos pesticidas verdes como fator de sucesso inovativo. O estudo demonstrou que o mercado brasileiro é competitivo no setor de pesticidas verdes, com destaque na produção de herbicidas e inseticidas; e, sendo o Brasil e EUA os protagonistas por serem os grandes produtores agrícolas do mundo ocidental. O objetivo desta pesquisa foi alcançado, ou seja, esta pesquisa contribui para o avanço do conhecimento das tecnologias sobre pesticidas verdes sobre a ótica patentária.

Palavras-chave


Agrotóxico; Patente Verde; Patente

Texto completo:

PDF

Referências


BOHNER, T. O. L.; ARAÚJO, L. E. B.; NISHIJIMA, T. O impacto ambiental do uso de agrotóxicos no meio ambiente e na saúde dos trabalhadores rurais. Revista Eletrônica do Curso de Direito – UFSM, v.8, Edição Especial - I Congresso Internacional de Direito Ambiental e Ecologia Política – UFSM, p. 329-341, 2013.

BOMBARDI, L. M. Pequeno ensaio cartográfico sobre o uso deagrotóxicos no Brasil. São Paulo, SP. Laboratório de Geografia Agrária - USP, 2016, 44p.

BORTOLUZZI, E. C.; RHEINHEIMER, D. S. GONÇALVES, C. S. PELLEGRINI, J. B. R.; ZANELLA, R. COPETTI, A. C. C. Contaminação de águas superficiais por agrotóxicos em função do uso do solo numa microbacia hidrográfica de Agudo, RS. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 10, n. 4, p. 881-887, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-43662006000400015.

BUZZANGA, J., Using Technology intelligence for R&D, 3 set. 2008. Disponível em: . Acesso em: 1 set. 2020.

BRASIL. [Lei n° 7.802 (1989)]. Lei de Agrotóxicos n° 7.802 de 1989. Brasília, DF: Presidência da República, [1989]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L7802.htm. Acesso em: 1 set. 2020.

BRASIL. [Decreto n° 4.074 (2002)]. Decreto, que regulamenta a Lei de Agrotóxicos, n° 4.074 de 2002. Brasília, DF: Presidência da República, [2002]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2002/d4074.htm. Acesso em: 1 set. 2020.

DECHEZLEPRÊTRE, A. Fast-tracking “green” patent applications: an empirical analysis. Centre for Climate Change Economics and Policy Working Paper No. 127. Grantham Research Institute on Climate Change and the Environment Working Paper No. 107. 2013. Disponível em: https://www.lse.ac.uk/granthaminstitute/wp-content/uploads/2014/02/WP107-fast-tracking-green-patent-applications.pdf. Acesso em: 1 set. 2020.

DWIVEDY, A. K.; KUMAR, M.; UPADHYAY, N.; DUBEY, N. K. Green chemistry in agricultural pest management programmes. Medicinal chemistry, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.4172/2161-0444.1000005.

GOMES, R. N.; LIMA, P.; SIQUEIRA, K.; NOBORU, S.; FIDALGO NETO, A. A. Desenvolvimento da química verde no cenário industrial brasileiro. Revista Fitos, Edição especial, p. 80-89, 2018.

GRIGORI, P. Afinal, o Brasil é o maior consumidor de agrotóxico do mundo?. Revista Galileu, Meio Ambiente, online, 2019. Disponível em: https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Meio-Ambiente/noticia/2019/06/afinal-o-brasil-e-o-maior-consumidor-de-agrotoxico-do-mundo.html. Acesso em: 1 set. 2020.

HAZRA, D. K.; KARMAKAR, R.; POI, R.; BHATTACHARYA, S.; MONDAL, S. Recent advances in pesticide formulations for eco-friendly and sustainable vegetable pest management: a review. Archives of Agriculture and Environmental Science, v. 2, n. 3, p. 232-237, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.13140/RG.2.2.30036.91527.

FAOSTAT: banco de dados da FAO Organização das Nações Unidas para a alimentação e a Agricultura. Disponível em: http://www.fao.org/faostat/es/#data/QV. Acesso em: 1 set. 2020.

INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Busca de Patentes. [s.d.] (2020a). Disponível em: http://www.inpi.gov.br/menu-servicos/informacao/busca-de-patentes. Acesso em: 1 set. 2020.

INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial. IPC. [s.d.] (2020b). Disponível em: http://ipc.inpi.gov.br/classifications/ipc/ipcpub/?notion=scheme&version=20200101&symbol=none&menulang=pt〈=pt&viewmode=f&fipcpc=no&showdeleted=yes&indexes=no&headings=yes&notes=yes&direction=o2n&initial=A&cwid=none&tree=no&searchmode=smart. Acesso em: 1 set. 2020.

INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Manual de Patentes. [s.d.] (2020c). Disponível em: http://www.inpi.gov.br/menu-servicos/patente/arquivos/manual-para-o-depositante-de-patentes.pdf. Acesso em: 1 set. 2020.

INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Programa Prioritário de Patentes Verdes. [s.d.] (2020d). Disponível em: https://www.gov.br/inpi/pt-br/servicos/patentes/tramite-prioritario/modalidades-de-tramite-prioritario-de-patentes. Acesso em: 1 set. 2020.

LIMA, J. D.; Desenvolvimento de nanoformulações biopesticidas aplicadas na agricultura. 2020. 52f. Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Ciência de Materiais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência de Materiais da Faculdade UnB Planaltina da Universidade de Brasília, Brasília, 2020.

LONDRES, F. Agrotóxicos no Brasil: um guia para ação em defesa da vida. Rio de Janeiro, RJ. Rede Brasileira de Justiça Ambiental, 2011, 191p.

MACHADO, W. Sistema de manejo e conservação dos solos: análise de imagens orbitais para detecção de áreas com plantio direto. 2002. 61f. Monografia apresentada ao curso de graduação em Geografia da Universidade Estadual de Londrina para obter o título de Bacharel, Londrina, 2002.

MacNEWTON, M. NEWTON, L. A green light for green pesticides. Intellectual Property Magazine, 2019. Disponível em: https://www.intellectualpropertymagazine.com/patent/a-green-light-for-green-pesticides-135165.htm?origin=internalSearch. Acesso em: 1 set. 2020.

MELO, R. F.; BRITO, L. T. L.; GIONGO, V.; ANGELOTTI, F.; MIGUEL, A. A. Pesticidas e seus impactos no ambiente. In: BRITO, L. T. L.; MELO, R. de M.; GIONGO V.. (Organizadores). Impactos ambientais causados pela agricultura no Semiárido brasileiro. Petrolina, PE: Embrapa Semiárido, 2010, pp. 101-136.

MMA – Ministério do Meio Ambiente. Alimentos: Os impactos da produção. [s.d.] (2020). Disponível em: https://www.mma.gov.br/estruturas/secex_consumo/_arquivos/4%20-%20mcs_alimentos.pdf. Acesso em: 1 set. 2020.

MORAES, R. F. Agrotóxicos no brasil: padrões de uso, política da regulação e prevenção da captura regulatória. Texto para Discussão. IPEA. 2019. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/9371/1/td_2506.pdf. Acesso em: 1 set. 2020.

NIH – National Institute of Environmental Health Sciences. Pesticides. [s.d.] (2020). Disponível em: https://www.niehs.nih.gov/health/topics/agents/pesticides/index.cfm. Acesso em: 1 set. 2020.

OCDE - Organisation for Economic Co-Operation and Development. OECD Patent Statistics Manual. 2009. Disponível em: https://www.oecd-ilibrary.org/docserver/9789264056442-en.pdf?expires=1584987209&id=id&accname=guest&checksum=77F1F3762BE06556719596CE3F9C9B34. Acesso em: 1 set. 2020.

OLIVEIRA, M. Reações verdes. Revista PESQUISA FAPESP, n. 260, p. 72-75, 2017. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/wp-content/uploads/2017/10/072-075_quimica-verde_260.pdf. Acesso em: 1 set. 2020.

ONDARZA-BENEITEZ, M. A. biopesticidas: tipos y aplicaciones en el control de plagas agrícolas. Agro Productividad, v. 10, n. 3, p. 31-36, 2017.

Our Wolrd in Data: banco de dados da Our Wolrd in Data. Disponível em: https://ourworldindata.org/pesticides. Acesso em: 1 set. 2020.

PERES, F.; MOREIRA, J. C.; DUBOIS, G. S. Agrotóxicos, saúde e ambiente: uma introdução ao tema. In: É veneno ou é remédio? Agrotóxicos, saúde e ambiente. PERES, F.; MOREIRA, J. C. (organizadores). Rio de Janeiro, RJ. Editora FIOCRUZ, 2003, pp. 21-41.

PORTO, M. F.; SOARES, W. L. Modelo de desenvolvimento, agrotóxicos e saúde: um panorama da realidade agrícola brasileira e propostas para uma agenda de pesquisa inovadora. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 37, n. 125, p. 17-50, 2012.

QUIAN, X.; LEE, P. W.; CAO, S. China: forward to the green pesticides via a basic research program. J. Agric. Food Chem., v. 58, n.5, p. 2613–2623, 2010. DOI: http://dx.doi.org/10.1021/jf904098w.

SANTOS, D. A.; MARTINEZ, M. E. M.; REIS, P. C.; OSAWA, C. C.. Programa das patentes verdes no Brasil: aliança verde entre o desenvolvimento tecnológico, crescimento econômico e a degradação ambiental. XV Congresso Latinoibero-americano de gestão de tecnologia (ALTEC 2013), Porto, 2013.

RODRIGUES, G. S. Avaliação de impactos ambientais em projetos de pesquisas: fundamentos, princípios e introdução à metodologia. Jaguariúna, SP. Embrapa Meio Ambiente, 1998, 66p.

SANCHES, S. M.; SILVA, C. H. T. P.; CAMPOS, S. X.; VIEIRA, E. M. pesticidas e seus respectivos riscos associados à contaminação da água. Pesticidas: Revista Ecotoxicologia e Meio Ambiente, v. 13, p. 55-58, 2003. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/pes.v13i0.3165

SOARES, D. F.; FARIA, A. M.; ROSA, A. H. Análise de risco de contaminação de águas subterrâneas por resíduos de agrotóxicos no município de Campo Novo do Parecis (MT). Engenharia Sanitaria Ambiental, v.22, n.2, p.277-284, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-41522016139118.

VALARINI, P. J.; OLIVEIRA, F. R. A.; SCHILICKMANN, S. F.; POPPI, R. J. Qualidade do solo em sistemas de produção de hortaliças orgânico e convencional. Horticultura Brasileira, v. 29, n. 4, p. 485-491, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-05362011000400007.

VEIGA, M. M.; SILVA, D. M.; VEIGA, L. B. E.; FARIA, M. V. C. Análise da contaminação dos sistemas hídricos por agrotóxicos numa pequena comunidade rural do Sudeste do Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n. 11, p. 2391-2399; 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2006001100013.

VIGNA BRASIL E MALI COMUNICAÇÃO. Cresce o número de registros de biopesticidas no Brasil. 2019. Disponível em: https://www.vignabrasil.com.br/2019/11/19/cresce-o-numero-de-registros-de-biopesticidas-no-brasil/. Acesso em: 1 set. 2020.

WIPO - World Intellectual Property Organization. International Patent Classification (IPC). [s.d.] (2020a). Disponível em: https://www.wipo.int/classifications/ipc/en/preface.html. Acesso em: 1 set. 2020.

WIPO - World Intellectual Property Organization. The Paris Convention. [s.d.] (2020b). Disponível em: https://www.wipo.int/treaties/en/ip/paris. Acesso em: 1 set. 2020.

WHO-FAO survey. Global situation of pesticide management in agriculture and public health. Report of a 2018. 73p. 2019. Disponível em: http://www.fao.org/3/ca7032en/ca7032en.pdf. Acesso em: 1 set. 2020.

XAVIER, W. P.; RAMOS, E. G.; VIANA, G. S.; CHIQUETE, S. M.; MARINHO, A. B.; BORGES, F. R. M. Produção de biopesticidas para o controle ecológico de pragas agrícolas em hortas orgânicas. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada RBAI, v. 12, n. 4, p.2808-2813, 2018. DOI: https://doi.org/10.7127/rbai.v12n400991


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação. A Revista INGI está licenciada com a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

ISSN: 2594-8288

Com DOI por artigo.

Esta Revista é uma publicação da Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - API - www.api.org.br 

A REVISTA INGI está cadastrada nos sistemas: