TECHNOLOGIES APPLIED TO HEALTH MANAGEMENT FOR DENGUE CONTROL

Cleide Mara Barbosa da Cruz

Resumo


A dengue é uma doença tropical que vem se expandindo ao longo dos anos afetando a população brasileira, por isso existe a necessidade de desenvolver pesquisas que auxiliem no combate à doença. A prospecção é um meio que auxilia não somente no processo de tomada de decisão, mas na identificação de quais tecnologias estão sendo desenvolvidas e para isso são analisados os pedidos de depósitos de patentes e as patentes concedidas. Diante disso a pesquisa tem como objetivo mapear a evolução do desenvolvimento de tecnologias relacionadas ao controle da dengue, por meio de bancos de patentes do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Em relação a metodologia, a pesquisa se classifica como estudo exploratório quantitativo, onde foi realizado um mapeamento tecnológico por meio de bancos de patentes do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Os resultados mostraram que houve um crescimento na produção de produtos e processos voltados ao combate à dengue, no ano de 2017 houve poucos depósitos de patentes, sendo que a maioria das tecnologias foi depositada por inventores independentes, que corresponde a 51% dos depósitos analisados.


Palavras-chave


Aedes Aegypti; Mapeamento Tecnológico; Patentes

Texto completo:

PDF

Referências


AMPARO, K. K. S.; RIBEIRO, M. C. O.; GUARIEIRO, L. L. N. Estudo de caso utilizando mapeamento de prospecção tecnológica como principal ferramenta de busca científica. Perspectivas em Ciência da Informação, v.17, n.4, p.195-209, out. /Dez. 2012.

BRAGA, Ima Aparecida; VALLE, Denise. Aedes aegypti: histórico do controle no Brasil. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 16, n. 2, p. 113-118, 2007.

BRASIL. Ministério da Saúde. Fundacão Nacional de Saúde. Dengue: aspectos epidemiológicos, diagnóstico e tratamento. Brasília: Fundação Nacional de Saúde, 2002. Disponível em: < https://is.gd/r22ciq >. Acesso em: 01 set. 2017.

COELHO, G. M.; COELHO, D. M. S. Prospecção Tecnológica: metodologias e experiências nacionais e internacionais. Projeto CTPETRO Tendências Tecnológicas. Nota Técnica 14. Jan. 2003. Disponível em:< https://is.gd/lOnsCn >. Acesso em: 01 set. 2017.

DIAS, L. B. A.; ALMEIDA, S. C. L.; HAES, T. M.; MOTA, L. M.; RORIZ-FILHO, J. S. Dengue: transmissão, aspectos clínicos, diagnóstico e tratamento. Medicina (Ribeirão Preto), v. 43, n. 2, p. 143-52, 2010.

FERRAZ, R. R. N.; BARNABÉ, A. S.; QUONIAM, L.; SANTOS, A. M.; MARIOSA, D. F. Aspectos históricos da criação dos grupos de pesquisa em dengue no Brasil com a utilização da ferramenta computacional ScriptGP. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 23, n. 3, p. 837-848, 2018.

FERREIRA, M. L. A.; MENDES, H. S.; SOUZA, C. G.; SPRITZER, I. M. P. A. Gestão prospectiva a partir de patentes em países em desenvolvimento: implicações e benefícios.In: XXVIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, 2008.

FREITAS, R.; RODRIGUES, C.; ALMEIDA, M. Estratégia Intersetorial para o Controle da Dengue em Belo Horizonte (Minas Gerais). Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 3, n. 20, p.773-785, 2011.

GARCIA, Márcia et al. (org.). Políticas e Gestão em Saúde. Rio de Janeiro: Escola de Governo em Saúde, 2004.

INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Classificação de patentes. 2017. Disponível em: < https://is.gd/4k1iYv >. Acesso em: 05 set. 2017.

JANNUZZI, Anna Haydée Lanzillotti; AMORIM, Rita de Cássia Rocha; SOUZA, Cristina Gomes de. Implicações da categorização e indexação na recuperação da informação tecnológica contida em documentos de patentes. Ciência da Informação [online], v.36, n.2, p. 27-34, 2007.

JUNGMANN, Diana de Mello; BONETTI, Esther Aquemi. A caminho da inovação: proteção e negócios com bens de propriedade intelectual: guia para o empresário. Brasília: IEL, 2010.

LIMA, E.; VILAS BOAS, A. Implantação das ações intersetoriais de mobilização social para o controle da dengue na Bahia. Cadernos de Saúde Pública, v. 8, n. 27, p.1507-1519, 2011.

LOPES, Márcia Maria Bragança; CARVALHO, Jacira Nunes; BACKES, Marli Terezinha Stein; ERDMANN, Alacoque Lorenzini; MEIRELLES, Betina Hömer Schlindwein. Políticas e tecnologias de gestão em serviços de saúde e de enfermagem. Acta Paul Enfermagem, v. 22, n. 6, p. 819-27, 2009.

LORENZETTI, Jorge; LANZONI, Gabriela Marcellino de Melo; ASSUITI, Luciana Ferreira Cardoso; PIRES, Denise Elvira Pires de; RAMOS, Flávia Regina Souza. Gestão em Saúde no Brasil: diálogo com gestores públicos e privados. Texto Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 23, n. 2, p. 417-25, 2014.

MACEDO, M. F. G.; BARBOSA, A. L. F. Patentes, pesquisa & desenvolvimento: um manual de propriedade intelectual [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2000. 164p.

MAYERHOFF, Z. D. V. L. Uma Análise Sobre os Estudos de Prospecção Tecnológica. Cadernos de Prospecção, v. 1, n. 1, p. 7 – 9, 2008.

PORTAL DA SAÚDE. Situação Epidemiológica/Dados. 2017. Disponível em:< https://is.gd/mnvmVd >. Acesso em: 8 set. 2017.

SPEZIALI, M. G.; FERNANDES, I. C.; MURASE, M. S. W.; ALBRIGO, B.V.; GONÇALVES, C. O.; ALMEIDA, G. M. D.; SILVEIRA, R. P. Cartilha de Propriedade Intelectual. 2016. Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2017.

TEIXEIRA M. G.; BARRETO M. L.; GUERRA Z. Epidemiologia e medidas de prevenção do dengue. Informe Epidemiológico do SUS, v. 8, n. 4, p. 5-33, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação. A Revista INGI está licenciada com a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

ISSN: 2594-8288

Esta Revista é uma publicação da Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - API - www.api.org.br 

A REVISTA INGI está cadastrada nos sistemas: