TECHNICAL PRODUCT: ACCESSIBILITY IN PUBLIC SPACES FOR TOURISM IN SÃO BORJA WITH THE MOBILE APPLICATION

Cláudio Gabriel Soares Araújo, Kellem Paula Rohãn Araújo, Thiago Depoi Stoll, Fátima Regina Zan, Carmen Regina Dorneles Nogueira

Resumo


O turismo vem sendo valorizado cada vez mais como atividade econômica capaz de gerar riquezas e promover a distribuição de renda. Acreditando no potencial local e regional do turismo buscou-se desenvolver uma ferramenta capaz de levar informações qualificadas sobre a acessibilidade dos espaços públicos destinados ao turismo na cidade de São Borja. O estudo foi realizado através de uma pesquisa qualitativa explicativa sobre turismo, acessibilidade e tecnologias de informação e comunicação. O produto técnico criado pela união da pesquisa científica e do desenvolvimento do aplicativo mobile, quando disponível na Web apresentará informações sobre acessibilidade, um canal de comunicação entre o usuário e o administrador do aplicativo, links para os documentos e leis que justificam a pesquisa e uma galeria de fotos capazes de contribuir com informações qualificadas para os turistas. O aplicativo mobile é uma ferramenta que poderá contribuir para o desenvolvimento do turismo em São Borja assim como na região histórica dos Sete Povos das Missões no Rio Grande do Sul.

Palavras-chave


Inovação Tecnológica; Pessoa com Deficiência; Software; Turismo

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Regina Borges. Computação Ubíqua, Princípios, Tecnologias e Desafios. XXI Simpósio Brasileiro de Redes de Computadores. 2003. Disponível em:

Acesso em: 29 jun. 2019.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, ABNT NBR 9050, Acessibilidade a Edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. 3. ed. Rio de Janeiro, ABNT, 2015. Disponível em:

Acesso em: 21 mar. 2019.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 16537 – Acessibilidade – Sinalização tátil no piso – diretrizes para elaboração de projetos e instalação. 1. ed. Rio de Janeiro, ABNT, 2016. Disponível em:

Acesso em: 21 mar. 2019.

BRASIL, Constituição Federal do. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.

BRASIL, Lei nº 10.973, de 2 de dezembro de 2004. Disponível em:

Acesso em 7 ago. 2019.

BRASIL, Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, 4. ed. Brasília, 2011. Disponível em:

Acesso em: 7 ago. 2019.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Disponível em:

Avesso em: 7 ago. 2019.

BRASIL. Turismo Acessível: Mapeamento e Planejamento da Acessibilidade em Destinos Turísticos. Ministério do Turismo, Brasília, 2011. Disponível em:

Acesso em: 15 mar. 2019.

CORRADI, Juliana Adne Mesa. Acessibilidade em ambientes informacionais digitais: uma questão de diferença. São Paulo: Ed. Unesp, 2011.

DESLANDES, Suely Ferreira; GOMES, Romeu; MINAYO, Maria Cecília de Souza; Pesquisa Social: Teoria, Método e Criatividade. 31. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

FISCHMANN, Roseli, Constituição Brasileira, Direitos Humanos e educação. Revista Brasileira de Educação, v. 14, nº 40. jan/abr. ISSN 1413-2478 On-line version ISSN 1809-449X Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação, 2009. Disponível em:

Acesso em: 02 jan. 2019.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GRINOVER, Lucio. A Hospitalidade, a Cidade e o Turismo. São Paulo: ALEPH, 2007.

KEEN, P.G.W.: “Information Technology And The Management Theory: The Fusion Map”. IBM Systems Journal, v.32, n.1, p.17-38, 1993.

LOURENÇO, Luana. Brasileiro passa mais tempo na internet do que vendo TV, Brasília, 1 vol, 2014/19/12/2014. Disponível em: Acesso em: 25/06/2019.

ONU. Recomendaciones Internacionales para Estadísticas de Turismo 2008, Madrid/Nueva York 2010. Disponível em:

Acesso em: 2 abr. 2019.

ONU. Declaração Universal dos Direitos Humanos, United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization – UNESCO, Brasília, 1998. Disponível em:

Acesso em: 15 mar. 2019.

SARLET, Ingo Wolfgang. Teoria geral dos direitos fundamentais. In: SARLET, Ingo Wolfgang; MARINONI, Luiz Guilherme; MITIDIERO, Daniel. Curso de Direito Constitucional. 6.ed. São Paulo: Saraiva, 2017. pp. 301-324.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação. A Revista INGI está licenciada com a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

ISSN: 2594-8288

Esta Revista é uma publicação da Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - API - www.api.org.br 

A REVISTA INGI está cadastrada nos sistemas: