PATENTARY MAPPING, IN THE ORBIT INTELLIGENCE BASE, ON FERTILIZERS IN A BRAZILIAN SCENARIO

Rafaelly Rios dos Santos, Maria Elisa Marciano Martinez, Marcello Carvalho dos Reis, Patrícia Carvalho dos Reis

Resumo


O crescimento da produção agrícola no Brasil durante o período de 1950 a 1980 promoveu uma crescente diretamente ligada à produção e consumo de fertilizantes, com alavancagens que chegaram a triplicar a produção em dados períodos, fato que acarretou para uma procura e aumento da capacidade inovativa deste segmento de mercado. Com a finalidade de avaliar o momento de inovação, suas tecnologias e atores envolvidos, foram utilizados os dados de documentos patentários extraídos da base ORBIT, onde foram selecionados 1635 documentos de patentes sem definição prévia temporal, observando-se um comportamento crescente com a presença de dois picos, um pequeno entre 1970 e 1990 com 313 documentos patentários (19%) e outro maior entre 2007 e 2018 com 916 documentos patentários (56%). Com base no exposto, compreende-se que é viável um processo de gestão e monitoramento por meio de documentos patentários, uma vez que estes são ricos em informações estratégicas e técnicas, especificamente, a maioria dos documentos patentários no Brasil sobre fertilizantes se referem a fertilizantes orgânicos e de depositantes residentes no Brasil. Logo, é uma estratégia de suma importância para o Brasil o reaproveitamento desses nutrientes e para a disposição ordenada e ecologicamente correta dos resíduos agrícolas e agroindustriais e assim diminuir a dependência brasileira de importação de fertilizantes.

Palavras-chave


Fertilizante; Documentos de Patentes; Mapeamento Patentário; Mapeamento Tecnológico; Orbit

Texto completo:

PDF

Referências


ADFERT, C. N. “Uso de aditivos para fertilizantes deve crescer” afirma equipe da Adfert. GlobalFert. 2017. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

ALVES, E.R.A.; CONTINI, E.; GASQUES, J.G. 2008. Evolução da produção e produtividade da agricultura brasileira. In: ALBUQUERQUE, A. C. S., SILVA, A. G. Agricultura tropical: quatro décadas de inovações tecnológicas, institucionais e políticas. Vol. 1. P. 67-99. Embrapa informação Tecnológica.

CELLA, D.; ROSSI, M. C DE L. Análise do mercado de fertilizantes no Brasil. Interface Tecnológica, v.7, n.1, p.41-50, 2010. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

Patente como instrumento competitivo e como fonte de informação tecnológica. Gest. Prod.,São Carlos, v. 16, n. 2, p. 209-221, abr.-jun. 2009. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Trajetória da agricultura brasileira. 2020. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

FAOSTAT: banco de dados da FAO Organização das Nações Unidas para a alimentação e a Agricultura. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

FERREIRA, A. A.; GUIMARÃES; E. R.; CONTADOR, J. C. Patente como instrumento competitivo e como fonte de informação tecnológica. Gest. Prod.,São Carlos, v. 16, n. 2, p. 209-221, abr.-jun. 2009. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI. Busca de Patentes. 2020a. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI. IPC. 2020b. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI. Manual de Patentes. 2020c. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

MALAVOLTA, E.; PIMENTEL-GOMES, F.; ALCARDE, J.C. 2002. Adubos e adubações. São Paulo: Nobel, 200 p.

NUNES, W.A.G. Uso agrícola de resíduos orgânicos. Artigo de divulgação na mídia (INFOTECA-E). Embrapa. 2010. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

Organização das Nações Unidas – ONU. População mundial deve chegar a 9,7 bilhões de pessoas em 2050, diz relatório da ONU. 2019. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

OLSSON, I. M. Expansão agrícola e crescimento populacional. 2016. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

PORTER, M. E. Competitive strategy techniques for analyzing industries and competitors. New York: The Free Press, 1980.

PORTER, A. L. Forecasting and management of technology. Estados Unidos: Wiley Series in Engineering and Technology Management, 1991. p306-307

REETZ, H. F. Fertilizantes e o seu uso eficiente. São Paulo: ANDA, 2017. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

SANTOS, M. Técnica, espaço, tempo; globalização e meio técnico-científico informacional. 5ª ed. São Paulo: Ed. Edusp, 2008.

SANTOS, M.; SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. Rio de Janeiro & São Paulo: Ed. Record, 2001.

World Intellectual Property Organization – WIPO. International Patent Classification (IPC). 2020. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

ZHANG, X.; DAVIDSON, E.A.; MAUZERALL, D.L.; SEARCHINGER, T.D.; DUMAS, P.; SHEN, Y. Managing nitrogen for sustainable development. Nature. 528. 51–59. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação. A Revista INGI está licenciada com a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

ISSN: 2594-8288

Com DOI por artigo.

Esta Revista é uma publicação da Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - API - www.api.org.br 

A REVISTA INGI está cadastrada nos sistemas: