ANALYSIS OF THE POTENTIAL OF GEOGRAPHICAL INDICATION FOR THE CONQUISTA / BA VICTORY PLANALTO COFFEE

Antonio Carlos Barbosa Bacelar, João Alexandre Brito de Jesus, Rosana Maria Scoppetta Sampaio, Jerisnaldo Matos Lopes, Marcelo Santana Silva

Resumo


Com base na perspectiva de aumento dos registros de Indicação Geográfica, o Brasil apresenta grande potencial. Algumas regiões do país possuem características edafoclimáticas favoráveis, além de métodos de produção e colheita que são inerentes a um determinado saber-fazer. Produtos cultivados em áreas delimitadas com estas especificidades têm maior valor agregado obtendo uma diferenciação no mercado, criando possibilidades de desenvolvimento socioeconômico ao território. Portanto, o presente artigo consiste na análise e verificação de Indicação Geográfica (IG) para o café de Vitória da Conquista no estado da Bahia. Neste sentido, o trabalho foi desenvolvido de acordo com três vertentes: levantamento histórico-cultural do produto, constatação de presença de Associação, Sindicato e Cooperativa de produtores da região e a caracterização do café. A metodologia utilizada baseou-se na revisão de literatura, documentos científicos e consulta a sites de Órgãos Públicos. Dessa forma, foi possível ratificar o potencial de Indicação Geográfica para o café de Vitória da Conquista como Indicação de Procedência e Denominação de Origem. Sendo assim, com os resultados obtidos através das pesquisas de fontes secundárias, é possível identificar a notoriedade do produto mencionado como vetor de crescimento substancial da região estudada. Para que ocorra o pleito do registro do café junto ao INPI é necessária a sinergia entre entidades representativas do setor produtivo, governamental e da comunidade. Além da mudança de cultura nas esferas dos produtores locais no que tange a este tipo de registro.


Palavras-chave


Café; Denominação de Origem; Indicação Geográfica; Vitória da Conquista

Texto completo:

PDF

Referências


AINVIC. Institucional. Disponível em: . Acesso em 29 de março de 2019.

Categorias de Qualidade do Café. Disponível em: . Acesso em 24 de março de 2020.

COOPMAC. HISTÓRIA. Disponível em: < http://www.coopmac.com.br/site/>. Acesso em 29 de março de 2019.

DUTRA C. N.; TROVATTI A P. U.; OLIVEIRA E.; SILVA G. R.; OLIVEIRA D. P. A.; SOUZA E. Q. Indicação geográfica do planalto de Vitória da Conquista, denominação de origem para o café. Revista Extensão & Cidadania. Vitória da Conquista, 13 jul. 2017.

ELIAS, Denise. Globalização e Agricultura: A Região de Ribeirão Preto/SP. São Paulo, Editora da Universidade de São Paulo, 2006.

IBGE. Vitória da Conquista. Disponível em:

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Política Agrícola. Disponível em: . Acesso em 24 de março de 2020.

NOVAES, J. C. Entrevista concedida pelo classificador e degustador de café da JC Corretagem, Vitória da Conquista. Vitória da Conquista, 15 mar. 2013.

OLIVEIRA, D. L; SILVA, F. A.; BRITO, I. P. F.; JUNIOR, V. C. Caracterização do sistema de produção do café em assentamentos de Vitória da Conquista, Bahia. VIII Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil 25 a 28 de novembro de 2013, Salvador – BA.

Primeiras mudas foram trazidas da Guiana Francesa para o Pará em 1727 - HISTÓRIA DO CAFÉ. Disponível em: . Acesso em 25 de março de 2019.

REZENDE, A. A.; SIMÕES, G. C.; DALTRO, T. S.; PEREIRA, I. T. M. S.; MIYAJI, M. Contribuições para a indicação geográfica (IG): considerações sobre Buerarema – Ba como uma potencial (IG) para farinha de mandioca. Cad. Prospec. Salvador, v. 8, n. 4, p. 815-824, out./dez. 2015.

SILVA G. R.; NETO C. D.; SANTOS A. C. N. S.; NOVAES J. C. Caracterização da notoriedade do café do Planalto de Vitória da Conquista – BA, para a indicação geográfica de procedência. VIII Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil 25 a 28 de novembro de 2013, Salvador - BA.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Revista INGI - Indicação Geográfica e Inovação. A Revista INGI está licenciada com a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

ISSN: 2594-8288

Esta Revista é uma publicação da Associação Acadêmica de Propriedade Intelectual - API - www.api.org.br 

A REVISTA INGI está cadastrada nos sistemas: